frouxidão-ligamentar
março 23, 2022

Você sabe o que é frouxidão ligamentar?

por Equipe Linus

frouxidão-ligamentar

Você já ficou impressionado com a capacidade de elasticidade de atletas, ou mesmo de algum conhecido? Ou você mesmo tem alguns ligamentos mais elásticos do que outras pessoas? Então, provavelmente, você sabe o que é frouxidão ligamentar.

A frouxidão ligamentar é uma característica que atinge muita gente, e por isso precisa ser observada com atenção. Embora muitas pessoas nem saibam que têm, ela precisa ser acompanhada de perto, com cuidados médicos, fortalecimento da musculatura e com produtos específicos para que não se torne um problema ainda maior.

Veja como você pode reconhecer a frouxidão ligamentar, procurar ajuda especializada e viver sem que os impactos dela atrapalhem o seu dia a dia.

O que é frouxidão ligamentar?

A hiperextensão dos ligamentos têm alguns outros nomes, como instabilidade ligamentar, hipermobilidade ou hiperflexibilidade. Não importa o termo, mas sim o que ela pode causar, como a instabilidade dos movimentos, dores, rigidez e muitos riscos de lesões.

A frouxidão ligamentar ocorre por diversos motivos, desde os genéticos até os motivados por acidentes.

Há pessoas que têm a frouxidão ligamentar apenas em uma parte do corpo, enquanto outras têm o que se chama de hipermobilidade generalizada, que atinge diversas áreas do sistema locomotor.

Isso pode ser motivado por algumas síndromes, como a síndrome de Marfan, que atinge o tecido conjuntivo, e a síndrome de Ehlers-Danlos, que influencia na produção de colágeno.

Existem também algumas pessoas que desenvolvem o que se chama de hipermobilidade essencial, que é herdada, mas que não tem nenhuma causa reconhecida associada.

Articulações mais afetadas pela frouxidão ligamentar

A frouxidão ligamentar, mesmo quando acontece em várias partes do corpo, pode ser mais arriscada em alguns ligamentos específicos.

Como eles são fundamentais para a locomoção, para as atividades físicas e para o trabalho, os riscos são maiores e, por isso, a atenção precisa ser redobrada.

É por isso que, se você acredita que tem essa condição, precisa buscar ajuda especializada e observar quais produtos podem auxiliar na estabilização dos ligamentos.

Veja quais são as principais articulações afetadas pela frouxidão ligamentar:

Frouxidão ligamentar: Ombro

No caso do ombro, a frouxidão ligamentar pode resultar em deslocamentos em vários momentos, principalmente durante as atividades físicas. Você com certeza já viu alguém (ou mesmo já passou por isso) que teve o ombro “deslocado”.

frouxidão-ligamentar

Em pessoas com frouxidão ligamentar, esses deslocamentos podem acontecer de forma constante e, para evitar, é essencial o fortalecimento muscular e a fisioterapia.

Em alguns casos, é necessária a intervenção cirúrgica para estabilizar o ombro e evitar que as luxações ocorram.

Frouxidão ligamentar: Joelho

O joelho é outra parte do corpo que sofre muito com a frouxidão ligamentar. Afinal, com uma estrutura complexa, que é muito exigida no dia a dia e durante as atividades físicas, os problemas resultantes tendem a ser complicados e muito doloridos.

Este artigo científico da Sociedade Brasileira de Ortopedia discute as formas de reconhecer a condição através de exames e quais são as possibilidades de tratamento, cada vez mais modernas, para quem tem frouxidão ligamentar nos joelhos.

Nestes casos, também é essencial o fortalecimento muscular e, em último caso, a cirurgia, que pode incluir a substituição dos ligamentos.

Frouxidão ligamentar: Tornozelo

No tornozelo, a frouxidão ligamentar também pode resultar em instabilidade para caminhar e correr, com a ocorrência de luxações e torções constantes.

Uma das maneiras mais importantes de evitar ter ainda mais problemas é na escolha dos calçados, para que haja mais estabilidade ao caminhar. Por isso, quem tem frouxidão ligamentar não pode usar qualquer sapato ou sandália.

Veja, neste texto que escrevemos sobre palmilhas anatômicas, como elas podem ser essenciais para quem tem frouxidão ligamentar nos tornozelos.

Frouxidão ligamentar: Causas principais

É importante entender que, além dos motivos que já citamos neste texto, há questões específicas que você precisa conhecer para interagir da melhor forma com o seu corpo se você tem frouxidão ligamentar.

Por isso, conforme for o seu caso, você terá mais tranquilidade se seguir as recomendações médicas e os exercícios físicos de acordo com as suas características.

Então, observe quais são as causas que motivaram que você tenha os ligamentos mais instáveis e se prepare para fazer todas as atividades com mais tranquilidade.

Genética

Se você tem essa predisposição genética, seja por alguma síndrome ou sem uma causa reconhecida, a chamada hipermobilidade essencial, entenda que, além de você, é muito provável que outras pessoas da sua família, principalmente seus filhos, também tenham.

Por isso, adaptar a forma de fazer as atividades, preparar a musculatura desde a infância, pode ser essencial para ter uma vida mais tranquila.

Também, é claro, ao ter uma dinâmica de exercícios físicos voltados para essa condição, a frouxidão ligamentar pode inclusive ser um diferencial competitivo para a performance em certos esportes, como a ginástica artística, por exemplo.

Formato ósseo

Em algumas situações específicas, é o formato dos ossos que faz com que haja a frouxidão dos ligamentos.

Por isso, é importante ter acompanhamento ortopédico para, a partir das informações do médico, saber quais são os exercícios necessários para o fortalecimento muscular, para evitar a instabilidade e para que você não corra diversos outros riscos.

Joelhos, ombros, tornozelos e outras articulações precisam ser analisadas de forma muito detalhada para que se verifique como os ossos interagem com a musculatura por meio das articulações.

De forma muito óbvia, este é um momento de lembrar que cada caso é um caso e, por isso, não se pode generalizar em exercícios ou tratamentos.

Tônus muscular ou força

Também há uma característica importante que acompanha os casos de frouxidão ligamentar, que é a capacidade de estender além do que é considerado normal as articulações.

Embora possa parecer uma capacidade de desenvolver atividades que em geral são difíceis, principalmente em exercícios físicos, a repetição dos movimentos pode fazer com que haja uma frouxidão ainda maior nos ligamentos.

Isso influencia o tônus muscular e a força, que são importantes para o desenvolvimento das atividades. Por isso, quando essas características se apresentam, é importante fazer testes para compreender o nível, os motivos e as possibilidades de tratamento.

Frouxidão ligamentar: Conheça os sintomas mais frequentes

A frouxidão ligamentar traz diversos sintomas que acompanham quem a tem durante toda a vida.

Então, é importante reconhecê-los, para entender como podem ser evitados ou diminuídos, com exercícios e outras formas para controlar.

Nem sempre as pessoas que têm frouxidão sentem os mesmos sintomas, e muitas vezes eles só aparecem quando há alguma torção ou luxação. Portanto, é importante sempre observar.

Dor e tensão muscular

Em muitos casos, as dores e tensões musculares ocorrem e tendem a ser tratados com relaxantes musculares e outros analgésicos.

Porém, para que se tenha certeza de que as dores podem ser controladas, é essencial usar os exercícios físicos, a fisioterapia e até mesmo a acupuntura para que elas não apareçam.

frouxidão-ligamentar

Em muitos casos, também é importante que se observe como objetos do dia a dia, como o colchão, a cadeira de trabalho e os calçados podem ajudar para que as dores e tensões musculares diminuam ou até mesmo desapareçam.

Rigidez articular

Outro sintoma que se apresenta para quem tem frouxidão ligamentar é a rigidez articular, que em geral fica ainda pior com a idade.

Essa situação pode levar ainda a uma perda do controle fino de alguns movimentos e pode fazer com que algumas atividades fiquem extremamente dificultadas.

Mais uma vez, o acompanhamento médico e terapêutico é a melhor forma de evitar este sintoma.

Fadiga intensa

Se você tem muita fadiga, principalmente nos músculos dos membros superiores e inferiores, esse pode ser um sinal de que tem frouxidão ligamentar.

Afinal, como os ligamentos não controlam de forma precisa o movimento, os músculos ficam sobrecarregados e consequentemente entram no estado chamado de fadiga.

E isso em geral reflete na sensação de cansaço extremo, mesmo quando não foram feitas tantas atividades que expliquem esse estado.

Dores à noite

Como resultado do uso irregular dos músculos devido à fragilidade dos ligamentos, as pessoas que têm frouxidão podem ter muitas dores, principalmente durante a noite.

Por isso, se você tem esses sintomas, é importante procurar ajuda médica.

E lembre-se de que, mesmo que os remédios possam dar uma sensação momentânea de ausência da dor, a causa não é combatida por eles. Para que realmente haja bons resultados, é essencial que você busque ajuda de um especialista para desenvolver uma rotina de exercícios.

Luxações recorrentes

Em diversos casos, a frouxidão ligamentar é observada devido a luxações recorrentes, principalmente nos joelhos, ombros e tornozelos.

Os episódios de ombros e joelhos que “saem do lugar”, e de instabilidade ao pisar, que pode fazer com que se “vire o pé” em diversas ocasiões, são demonstrações que podem indicar a ocorrência de frouxidão ligamentar.

Em todos esses casos, procurar ajuda médica é fundamental.

Frouxidão ligamentar infantil: Descubra como identificar

A hipermobilidade articular, que é um dos nomes da frouxidão ligamentar, é algo que se pode observar nas crianças, e que pode ir com elas para a vida adulta.

Portanto, é importante verificar os ligamentos das crianças de acordo com as características de cada idade.

É claro que, durante os primeiros anos de vida, os ligamentos são mais flexíveis, e por isso os movimentos são mais extensos. Então, não se pode comparar os movimentos das crianças com adultos.

No entanto, é importante que se acompanhe quando há extensões que fogem do que é considerado normal para crianças da mesma idade. Às vezes, essas características inclusive são vistas como capacidades extraordinárias, como quando se consegue dobrar os dedos ao contrário ou apresentar movimentos dos joelhos, dos cotovelos e dos ombros demonstrando mais “elasticidade”.

O acompanhamento do pediatra é fundamental para saber se há ou não a possibilidade de diagnóstico de frouxidão ligamentar. Há muitos estudos ortopédicos, como este, voltado para os médicos, que demonstram como é possível verificar casos na população infantil.

Mulheres são mais propensas a terem frouxidão ligamentar?

Uma observação que deve ser feita é que as mulheres são mais atingidas pela frouxidão ligamentar, o que se deve a questões hormonais, segundo estudos como este, que associa a ruptura de ligamentos dos joelhos com as fases de distribuição dos hormônios sexuais.

frouxidão-ligamentar

Em diversos casos, a possibilidade de que haja luxações aumenta muito durante o mês, devido à quantidade de hormônios que são distribuídos pelo corpo.

Portanto, se este é o seu caso, é muito importante que você sempre procure auxílio médico.

Frouxidão ligamentar: Como tratar? Tem cura?

Estas são as perguntas mais importantes para serem respondidas. Afinal, quem tem frouxidão ligamentar já diagnosticada ou tem alguns dos sintomas que apresentamos aqui sabe como é difícil conviver com eles.

Então, uma coisa fundamental é pensar que não há uma resposta que sirva para todos. A possibilidade de que se diminuam os sintomas existe, e está disponível para todos, inclusive nos serviços públicos gratuitos do SUS.

Mas o mais importante é entender que, depois de diagnosticada, é fundamental que a frouxidão ligamentar seja vista como uma prioridade na sua vida, para que os sintomas fiquem o mais longe possível.

Exercícios e fisioterapia podem te ajudar

E, mesmo que para alguns casos, cirurgias sejam indicadas, em geral os maiores aliados de quem tem frouxidão ligamentar são os exercícios e a fisioterapia.

Isso quer dizer que uma rotina de exercícios desenvolvida por um profissional capacitado é fundamental para não forçar ainda mais os ligamentos e também para fortalecer a musculatura.

Assim como é importante ter acesso à fisioterapia, que é essencial para que se tenha maior consciência dos movimentos, com técnicas como a RPG e pilates, além de tratamentos quando houver episódios de dor intensa.

Mas lembre-se: é importante buscar a orientação de um especialista!

Durante todo o texto, você viu que a gente sempre fala sobre a orientação de médicos e profissionais da saúde. Isso é claro, você já sabe, mas é importante sempre repetir.

Afinal, a frouxidão ligamentar é uma característica que pode resultar em problemas muito sérios nas articulações e também ter reflexos por todo o corpo.

Então, não tome nenhuma atitude sem ajuda e orientação médica. Principalmente a automedicação.

Linus: A marca que nasceu a partir do diagnóstico de frouxidão ligamentar

Embora não seja exatamente uma boa notícia saber que se tem frouxidão ligamentar, uma história interessante é a das sandálias da Linus.

Quando a fundadora da marca foi orientada pelo ortopedista a não mais usar chinelos ou andar descalça, por conta da frouxidão ligamentar, ela viu uma oportunidade.

frouxidão-ligamentar

Isabela Chusid, fundadora da Linus

Como o médico tinha pedido que todo sapato que ela usasse tivesse curvas de apoio para os pés, dando melhor sustentação e distribuindo melhor a pisada, e ela teve dificuldade de achar sandálias que seguissem essas recomendações, percebeu que existia um mercado para ser explorado.

Se você quer conhecer essa história e como os calçados podem ajudar na sua vida, leia este texto que nós publicamos.

Sandálias confortáveis, versáteis e para todos os gostos!

Então, inspiradas neste grande desafio, as sandálias da Linus estão à disposição, sempre pensando no bem-estar das pessoas como principal componente, sem, é claro, sair da moda.

Quer saber mais sobre as sandálias da Linus? Então, conheça toda a linha para ter todo o conforto, mesmo que você não tenha frouxidão ligamentar.

frouxidão-ligamentar

Agora, que você já leu este texto sobre frouxidão ligamentar, uma condição que atinge inúmeras pessoas no Brasil e em todo o mundo por diversos motivos, que tal indicá-lo para quem pode precisar? Afinal, tem muita gente que sofre com essa condição e nem sabe.

E, para você que sabe muito bem como encarar os desafios da frouxidão ligamentar, que tal dividir com a gente quais são as formas que você conhece para evitar que os impactos dela atrapalhem o dia a dia?

bem estar frouxidão ligamentar pés saúde