tipos-de-pé
junho 22, 2022

Conheça os tipos de pé e descubra qual é o seu

por Equipe Linus

tipos-de-pé

A gente sabe como os pés são importantes para o nosso dia a dia. Afinal, são eles que nos aguentam, recebem os impactos dos nossos passos e têm que estar sempre em ordem para que possamos cumprir todas as atividades.

Mas, para cuidar deles da melhor forma possível, é essencial saber qual é o tipo de pés que a gente tem. É isso mesmo! Nossos pés têm inúmeras características que são importantes na hora de definir os calçados e as atividades físicas, por exemplo.

Então, que tal entender um pouco mais sobre os pés e saber quais são os tipos que existem?

Quais são os tipos de pés?

Primeiramente, precisamos definir o que é básico, ou seja, os tipos de pés. Provavelmente você já ouviu falar deles, e talvez até mesmo já saiba quais são os seus.

Então, vamos explicar direitinho quais são os três tipos básicos de pés e, principalmente, por que eles têm esses nomes.

tipos-de-pé

Tudo tem a ver com a forma como os pés ficam quando têm contato com as superfícies onde pisam, e como a musculatura, os ossos e os tendões se organizam para formar um arco e suportar o peso.

→ Alivie os impactos do peso do seu corpo nos seus pés com palmilhas anatômicas

Pé normal

O chamado “pé normal”, ou plantígrado, como se diz tecnicamente, é aquele que tem uma curvatura ideal para suportar o peso e ter mobilidade.

Embora o exame definitivo tenha que ser feito por um ortopedista, que pode ter até mesmo que recorrer a radiografias, este é o tipo de pé que em geral apresenta menos problemas com o passar dos anos.

Também é, estatisticamente, o tipo de pé da maior parte da população e, por isso, pode ser considerado “normal”.

Pé cavo

O pé cavo, também chamado de varo, tem uma curvatura maior no arco, que fica mais alto quando ocorre a pisada. Isso ocorre geralmente porque o calcâneo está posicionado “para dentro” (em varo).

Quem tem esse tipo de pés precisa observar com cuidado o comportamento nas atividades físicas e com o passar dos anos.

Isso porque, em geral, há uma maior chance de ocorrer alguma lesão com o tempo, devido a uma flexibilidade menor e maior rigidez, que resulta na pisada supinada.

Pé plano

Já o pé plano, também chamado de valgo ou “pé chato”, tem uma curvatura menor ou mesmo nenhuma curvatura para formar o arco, o que faz com que todo o pé (ou a maior parte dele) fique em contato com o piso. Isso ocorre geralmente porque o calcâneo está posicionado “para fora” (em valgo).

Também é um tipo de pé que precisa de atenção e cuidados especiais, principalmente com calçados, tanto no dia a dia quanto nas atividades físicas. Embora ele seja bem mais flexível, isso também pode resultar em alguns problemas sérios, como artrose e fadiga nos músculos das pernas.

Em todos os casos, é essencial que haja o acompanhamento médico, com um ortopedista em quem você confie e que, preferencialmente, mantenha contato de tempos em tempos, para acompanhar cada detalhe das consequências do seu tipo de pé em todo o seu corpo.

Esse assunto é tão importante que existe até publicação do Ministério da Saúde sobre o tema, porque os problemas ligados aos tipos de pé, e as necessidades de adaptação de calçados e palmilhas, são questões de saúde pública.

Outras classificações dos pés

Além desse tipo de classificação dos pés, ligado ao arco que ele forma, existem outras também, que podem ser consideradas quando você os observa e pensa nas melhores opções de calçados, além dos cuidados com as atividades físicas.

A principal dessas outras classificações é a que leva em consideração os tamanhos dos dedos dos pés e as relações entre eles.

→ Saiba como cuidar da saúde dos seus pés de um jeito simples, sustentável e com muito estilo

classificações-de-pé

Nos últimos anos, muita gente tem usado essas classificações, e elas vivem aparecendo nas redes sociais, principalmente ligando o formato dos pés a comportamentos e perfis. Vamos a algumas delas:

Pé grego

O pé grego é bastante recorrente no ocidente. Ele pode ser identificado pelo segundo dedo ser maior que o dedão e os outros dedos, em uma formação que recorda um triângulo.

Segundo os profissionais que analisam os pés e acreditam em perfis de comportamento ligados a essas classificações, ele é típico de pessoas ativas, que praticam muitas atividades físicas.

Pé egípcio

Depois do grego, o tipo de pé conhecido como pé egípcio é o segundo mais frequente, de acordo com a classificação.

Considerando que ela observa o tamanho dos dedos e as relações entre eles, quem tem pé egípcio tem como característica o dedão bem maior que os demais dedos, formando uma sequência descendente, como se fosse uma escada.

Pé romano

Existe também o romano, que é menos comum do que os outros tipos que consideram o formato e o tamanho dos dedos.

Ele é também conhecido como pé quadrado, porque a sua principal característica é o fato de que todos os dedos têm tamanhos muito próximos, inclusive o dedão.

Pé alemão

Ainda menos utilizada na classificação dos pés, há a categoria do pé alemão, ou germânico. Embora não exista confirmação, esse tipo de pés seria o mais comum entre as pessoas daquela região do mundo.

Neste caso, o dedão se destaca, sendo maior do que todos os outros dedos, que têm mais ou menos a mesma altura.

Segundo os que acreditam na leitura da personalidade pelos pés, as pessoas com esse tipo de pé são tranquilas e melancólicas.

Pé céltico

Também na classificação dos pés de acordo com a origem e a ancestralidade, há o pé céltico (ou celta). Neste caso, embora o segundo dedo seja o mais alto, como no caso do pé grego, os demais dedos não formam o triângulo, mas sim têm alturas irregulares.

Mais do que saber qual é a sua ancestralidade, observar os tipos de pés serve principalmente para você não se enganar na escolha dos calçados. Imagine só um sapato com um bico bem fino que tende ao centro, se você tem um pé egípcio. Com certeza, não seria uma boa escolha!

Tipos de pés e pisadas

Você deve observar o seu tipo de pé, porque eles também definem as pisadas. E isso é fundamental para definir qual é o melhor calçado e a melhor palmilha para o dia a dia e para a prática de esportes.

Mesmo para caminhadas ou atividades mais leves, é fundamental que você tenha sempre o calçado adequado. Afinal, como repetimos sempre, a saúde dos seus pés impacta em todo o corpo.

tipos-de-pisada

Veja qual é o seu tipo de pisada antes de comprar os calçados e as palmilhas ideais. E, se não tiver certeza, procure um especialista para saber.

Conheça Linus, a sandália que abraça os pés e traz mais conforto para seus dias

Pisada pronada

A pisada pronada é aquela que inicia com a parte externa do calcanhar, que é a primeira a tocar no solo. Logo depois, há uma rotação leve do tornozelo, que transfere todo o resto do movimento para a parte interna dos pés.

Esta é a pisada que pode ser observada principalmente nos pés planos, que, como você já sabe, podem ser chamados de valgos ou chatos.

Pisada neutra

A pisada neutra é aquela ligada ao pé considerado normal, que tem o arco que distribui da melhor forma o peso do corpo entre as partes dos pés.

Como a maior parte dos calçados é desenvolvida pensando na pisada neutra, é importante que você tenha certeza da sua pisada para que não sofra as consequências da escolha equivocada dos calçados e das palmilhas.

Pisada supinada

A pisada supinada, por sua vez, é aquela a que as pessoas se referem como “pisar para fora”, porque o pé apresenta um movimento para fora durante a pisada.

Ela é constantemente presente nos pés cavos (varos).

Tipos de sola de pé: Saiba como tratar a sua pisada

Então, é claro que, para cada tipo de pisada, você deve ter cuidados especiais, tanto com as atividades quanto com os calçados.

É por isso que alguns conselhos são essenciais, para que você tenha uma vida livre dos incômodos que podem acontecer se você não tiver essa atenção.

tipos-de-pé-linus-bordo

Afinal, como você já sabe, mas não custa nada repetir, o seu corpo todo recebe os impactos dos pés quando eles não estão em equilíbrio. Isso mesmo: tornozelos, panturrilhas, joelhos, quadris e a coluna vertebral, em todos os seus segmentos, podem sofrer com problemas que surgem nos pés.

Até mesmo dores de cabeça podem ser associadas à escolha errada dos calçados e das palminhas.

Procure um especialista

Tanto ortopedistas quanto fisioterapeutas são visitas essenciais para quem quer deixar os pés em ordem. E isso quer dizer que todo o mundo precisa manter isso na agenda, de tempos em tempos.

Além deles, massagistas, quiropratas e outros profissionais podem ajudar no processo de adaptação das suas atividades e do dia a dia à condição dos seus pés.

Não se esqueça também de que, quando for fazer atividade física, deve avisar ao educador físico (o da academia ou o personal trainer) sobre qualquer problema que você observe durante as atividades.

Compre a palmilha correta

Usar as palmilhas corretas é fundamental para que você tenha um dia a dia tranquilo. A partir das características dos seus pés, você pode comprar palmilhas de gel, de silicone, anatômicas, de acordo com o que precisa.

Neste texto que escrevemos sobre o tema, você vai ver por que escolher as melhores palmilhas pode fazer toda a diferença.

 

E elas são uma ótima maneira de adaptar aquele calçado que você adora, para fazer com que ele possa ser usado em diversas ocasiões.

Use o calçado adequado

Por fim, agora que você já sabe como é importante saber qual é o seu tipo de pé, isso quer dizer que também você pode (e deve) optar pelo melhor calçado.

E, ao contrário do que muita gente pensa, não são somente os tênis que podem ser adaptados para o seu dia a dia, mesmo que você tenha pés cavos ou planos.

Sandálias, quando feitas especialmente pensadas para se adaptar para cada tipo de pé, podem ser também opções para usar em todos os momentos, dos mais formais até as férias na praia.

Prática, versátil e confortável: conheça as sandálias que te acompanham em todos os momentos do seu dia

Para caminhar confortável: Experimente as sandálias da Linus

Aqui vai uma dica especial: uma sandália pensada e desenvolvida para que todos tenham o direito de ter muito mais cuidado com os pés.

As sandálias da Linus são o resultado de muito estudo e competência técnica para que todas as pessoas possam ter tranquilidade ao caminhar, com uma palmilha que se adapta da melhor forma aos seus pés.

para-caminhar-confortavel-linus para-caminhar-confortavel-linus

 

Além disso, as sandálias da Linus também são reconhecidas pelo respeito ao meio ambiente e à sociedade, e por isso, além de fazer todo o bem aos seus pés, também fazem bem para a sua consciência e para o planeta.

Enfim, cuide dos seus pés!

Agora, você já tem muitas informações sobre como é importante saber quais são os tipos de pés e em que tipo é que os seus se encaixam.

Se você quiser ter mais informações sobre como cuidar dos seus pés, leia este artigo que publicamos. Com certeza, ele vai estimular você a incluir na agenda um tempo durante a semana para se dedicar a eles.

E que tal compartilhar com mais pessoas as informações importantes que você leu aqui? Com certeza, tem gente precisando saber o que você sabe agora.

Use Linus e cuide da sua caminhada sem comprometer a de quem ainda está por vir

pés saúde tipos de pé