Como ter um consumo consciente em uma sociedade consumista?

0 comentários
consumo-consciente

Você sabe o que significa, na prática, consumo consciente? A gente te ajuda a descobrir porque tantas pessoas têm falado sobre ele e como você também pode fazer parte desse movimento a favor da sustentabilidade.

Vivemos em uma sociedade cada vez mais consumista. Datas comemorativas, como o Dia dos Pais, Dia das Mães, Natal e Black Friday, são incentivadas para que o consumo aumente e a economia global continue girando. 

O que, infelizmente, ainda poucas pessoas percebem é que todas as nossas escolhas de consumo trazem consequências, que podem ser positivas ou negativas. 

Quando uma pessoa decide consumir algo, essa ação afeta o meio ambiente, a economia e a sociedade como um todo. E, com recursos naturais cada vez escassos, já passamos da hora de nos tornarmos conscientes sobre o consumo e os impactos dele no planeta.

Mas afinal, o que é consumo consciente?

Consumo consciente é aquele pensado nos impactos gerados ao meio ambiente, às finanças e à sociedade. Ele pode ser visto como uma contribuição voluntária do indivíduo para garantir a sustentabilidade da vida no nosso planeta. 

A partir dessa tomada de consciência, é possível repensar nossa forma de consumo e, principalmente, as maneiras de descartar os resíduos gerados por ele. 

Para exemplificar o consumo consciente podemos falar sobre a compra de um número menor de frutas e legumes no supermercado, porque você prefere aproveitar todas as que ainda estão na geladeira. Também, quando você decide não comprar uma roupa nova apenas por impulso, porque já tem muitas no armário. Ou quando decide resistir a troca do seu aparelho smartphone que ainda está em perfeitas condições de uso, só porque lançaram um modelo mais novo. 

Mas o consumo consciente não se trata apenas de comprar o que é essencial. Ele também envolve a procura por alternativas que agridam minimamente o meio ambiente, pensando nos benefícios individuais e coletivos da sociedade. 

Quando você tem consciência sobre o consumo, consegue fazer melhores escolhas e pode contribuir para evitar o desperdício. 

consumo-consciente

A função do consumo consciente em tempos de crise ambiental

Antes de tudo, é preciso entender que não é errado consumir. Nós, seres humanos, precisamos dos recursos naturais para sobreviver e sempre os utilizamos de maneira controlada e sustentável. Entretanto, o aumento populacional e o incentivo comercial ao consumo exagerado têm provocado um desequilíbrio ambiental que está cada dia mais presente, assim como as suas consequências.  

Os recursos naturais, como a água potável e as florestas nativas, estão se tornando escassos e os resíduos provocados pelo consumo poluem rios, mares e provocam a morte de animais. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, a humanidade consome 30% mais recursos do que a Terra tem capacidade de se renovar.

O relatório ainda afirma que, se o padrão de consumo não for modificado, em menos de 50 anos não teremos mais água, energia e alimentos - esse cenário ameaça a vida no planeta e pode provocar a extinção da vida na Terra. 

Para que serve o consumo consciente?

O consumo consciente serve justamente para que possamos reverter essa previsão. 

Com a mudança de hábitos diários e a consciência em todos os atos, é possível impedir que esse processo de extinção aconteça. 

O planeta entrou em déficit de recursos naturais em 1970 e, desde então, a Global Footprint Network calcula o quanto de recursos naturais é usado para atender as necessidades da população.  

A cada ano que passa, atingimos o ponto máximo de uso de recursos naturais, que poderiam ser renováveis sem prejudicar o ambiente, mais cedo. Em 2019, a data aconteceu em 29 de julho. Após esse dia e até o final do ano, os recursos utilizados já eram de uma espécie de “cheque especial” da natureza.

De acordo com a pesquisa, para manter os recursos naturais em um nível sustentável, precisaríamos de 1,75 planetas Terra. E, obviamente, não temos isso. 

Descubra os benefícios do consumo consciente

O benefício principal é continuarmos existindo e usufruindo dos recursos naturais do planeta, sem dúvidas. Além desses, o consumo consciente também ajuda a modificar hábitos nocivos à saúde, a aumentar a qualidade de vida e melhorar a organização pessoal. 

O consumo consciente proporciona uma percepção de responsabilidade em relação ao meio ambiente e ao planeta. 

O que é um consumidor consciente?

O consumidor consciente é aquele que toma atitudes pensando no bem-estar do meio ambiente e da sociedade, e que promove a conscientização da população para a importância dessas medidas. 

Desde 2013, a Good Must Grow, uma empresa que presta serviços de consultoria em marketing socialmente responsável, promove e divulga os resultados de estudos sobre o comportamento de consumo norte-americano. 

Os resultados da pesquisa de 2020 mostraram que os consumidores estão mais dispostos a adotar medidas de consumo consciente. Foi verificado um salto de 15% para 46%, na escala de 100 pontos no comportamento de consumo consciente. 

Isso demonstra que o que você (e a população em geral) entende por consumo consciente está mudando e cada vez mais pessoas percebem a necessidade de atitudes proativas. 

Dia do consumo consciente

Criada em 2009 e comemorada em 15 de outubro, o Dia do Consumo Consciente foi instituído pelo Ministério do Meio Ambiente com o objetivo de despertar a consciência sobre os problemas sociais e ambientais, causados pelos padrões de consumo da população. 

Além de incentivar a redução do consumo, a data também tem o objetivo de alertar sobre o consumo sustentável, para que mais pessoas façam escolhas que causem menos prejuízos ao meio ambiente. 

consumo-consciente-no-brasil

Existe consumo consciente no Brasil?

Estudos realizados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostram que o consumo consciente ainda está longe de ser uma realidade no Brasil.

Os dados mostram que, apesar de reconhecer que o consumo exagerado e inconsequente causa impactos ao meio ambiente, são poucas as pessoas que realmente têm atitudes adequadas no dia a dia. 

O estudo também demonstra que os brasileiros ainda relacionam o consumo consciente com o aspecto financeiro. Cerca de 40% das pessoas acredita que ser sustentável é evitar o desperdício, 32% entende que é refletir sobre as consequências antes de uma compra e 14% acredita que está relacionado a economizar dinheiro. Apenas 11% das pessoas entrevistadas vinculam o consumo consciente à preservação do meio ambiente. 

De acordo com a pesquisa, as boas práticas de consumo consciente funcionam como estímulo para que outras pessoas também tenham atitudes adequadas. 

Dicas de consumo consciente: Começar não precisa ser difícil :)

Apesar de parecer difícil, começar a praticar o consumo consciente não é nenhum bicho de sete cabeças. 

Existem 3 princípios básicos, que são conhecidos como os 3 ‘R’s do consumo consciente: reduzir, reutilizar e reciclar. 

Essas 3 palavras, quando transformadas em atitudes diárias, podem fazer uma enorme diferença na sociedade. 

Reduzir - É preciso fazer uma avaliação criteriosa sobre o que realmente é importante na vida de cada um e reduzir ao máximo o que é supérfluo.   

Reutilizar - Dar um novo uso para coisas que antes eram jogadas fora é um dos segredos para reduzir os resíduos na natureza. E esse conceito também pode ser aplicado em recursos naturais como a água. 

Reciclar - O que não pode ser reutilizado, deve ser reciclado. 

O Brasil é o quarto país no mundo que mais produz lixo plástico e apenas uma mínima parte dele é reciclada, sendo que o potencial de reciclagem é de 30%.

Os países que mais reciclam resíduos sólidos no mundo são: Alemanha (60%), Coreia do Sul (59%), Áustria (58%), Eslovênia (58%) e Bélgica (55%). No Brasil, apenas 3% do lixo produzido é reciclado. 

Como deve ser o consumo consciente?

Consumir apenas o necessário - Quem não tem consciência de consumo vive acreditando que falta alguma coisa, sempre. Frases como “não tenho que vestir” ou até mesmo vincular a felicidade à compra de alguma coisa são frequentes. 

Ao adotar o consumo consciente, a pessoa desenvolve a percepção de que temos mais do que necessitamos. A partir disso, a avaliação sobre novas aquisições passa a ser muito mais rigorosa. 

Reutilizar embalagens - Além dos produtos adquiridos em excesso, a prática do consumo inconsciente também gera mais resíduos do que seria necessário. 

A reutilização de embalagens ajuda a reduzir o lixo produzido, além de ajudar na economia doméstica também. 

Separação de lixo - O início do processo de reciclagem é na separação do lixo em casa e no descarte adequado de cada tipo de material. 

A conscientização é fundamental para garantir que essa prática tenha resultados. 

Reduzir os impactos de consumo - É preciso ter a preocupação com tudo o que está relacionado ao consumo diário. Isso inclui recursos naturais e energias não renováveis. 

consumo-consciente-plastico

Consumo consciente de alimentos

Não se prenda às aparências - Muitos alimentos podem não ter a aparência e o tamanho esperado como padrão, mas eles são tão saudáveis quanto os outros. Os alimentos orgânicos são bons exemplos disso. A aparência é o principal motivo de descarte de alimentos, e muitas vezes acontece ainda no comércio.

Aproveite as sobras - Cascas, sementes e talos são ricos em nutrientes e podem ser utilizados em caldos e sopas, tornando-os ainda mais nutritivos. Essas sobras também podem ser usadas na compostagem e virar adubo para as plantas. O reaproveitamento de alimentos cozidos, que ficam na geladeira também é importante.  

Compre apenas o que vai consumir - Prefira sempre comprar produtos conforme a necessidade, principalmente os perecíveis. Outra opção é preparar e congelar. Sempre analise a despensa e a geladeira antes de fazer sua lista de mercado. 

Consumo consciente da água

Praticar o consumo consciente de água significa repensar as formas de utilizar a água, evitando desperdícios e reduzindo o consumo sempre que possível. 

  • Mantenha a torneira fechada ao escovar os dentes, fazer a barba, ensaboar as mãos ou a louça;
  • Reduza o tempo dos banhos e evite duchas de alta pressão;
  • Utilize a lava-louças e a lava-roupas com a capacidade máxima;
  • Cubra piscinas para evitar a evaporação da água;
  • Regue as plantas fora do horário de sol mais forte;
  • Use a vassoura para limpar o quintal;
  • Lave o carro com um balde;
  • Conserte vazamentos;
  • Reutilize a água do chuveiro e da máquina de lavar roupa para lavar terraços e quintais;
  • Use um sistema de captação da chuva;
  • Busque produtos waterless

Consumo consciente de energia

Apesar de a energia renovável já existir, a maioria da energia utilizada no mundo ainda é não renovável. Por isso, a redução do consumo é necessária. 

  • Apague todas as lâmpadas de ambientes vazios;
  • Desligue aparelhos elétricos da tomada quando não estiverem sendo usados;
  • Prefira equipamentos que tenham selo de eficiência energética do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel);
  • Prefira chuveiros a gás ou solares. Nos elétricos mantenha a chave na posição “verão”; 
  • Mantenha a geladeira afastada da parede e evite abrir com muita frequência;
  • Troque as lâmpadas por LED; 
  • Instale sensores de luz em ambientes de passagem; 

consumo-consciente

Consumo consciente de roupa

    O consumo consciente de roupa está relacionado a preocupações ambientais e sociais que envolvem a produção das peças. Com isso, existe uma busca por materiais sustentáveis e duráveis, atemporais. 

    O consumidor consciente evita descartar a roupa rapidamente, além de querer saber como a peça foi produzida. 

    Descarte consciente de lixo

      O lixo descartado em local inadequado produz substâncias que contaminam o lençol freático, que abastece as casas com água. Essa prática incentiva a proliferação de insetos e roedores que propagam doenças, além de degradar o meio ambiente.

      Todo o lixo tóxico descartado em ambientes naturais provoca consequências para a humanidade. Preservar o meio ambiente é uma questão de sobrevivência humana.

      Sustentabilidade e consumo consciente, são a mesma coisa?

      O consumo consciente é uma das ferramentas da sustentabilidade. Não são a mesma coisa, mas estão interligados quanto ao objetivo final que é a proteção do meio ambiente, da sociedade e da vida das espécies.

      Adotar as práticas de consumo consciente é uma forma de contribuir com a sustentabilidade do planeta. Tenha atenção às suas escolhas, elimine as compras por impulso e participe ativamente da construção de um futuro mais sustentável.

      Conclusão

      Ter um consumo consciente ainda é um passo desafiador para nossa sociedade, mas nesse artigo trouxemos alguns caminhos para te ajudar a consumir melhor em uma sociedade capitalista. Começar não precisa ser difícil e se você quiser mais conteúdos sobre esse e outros temas, é só seguir a gente no instagram

      Você está pronto para começar a ter um consumo mais consciente? Conta pra gente nos comentários.


      Deixe um comentário

      Todos os comentários do blog são verificados antes da publicação
      Nós utilizamos cookies para personalizar sua experiência no nosso site! Ao permanecer navegando, você concorda com as condições da nossa política de privacidade.
      Obrigada!
      Esse é nosso cupom de 5% de desconto: NOCAMINHODOBEM