O PVC na real

0 comentários

pvc-na-real

Você já deve ter ouvido falar e usado muitas vezes o termo PVC. Afinal, ele está presente em tantos momentos, na hora da construção e da reforma da casa, nos tubos, canos e conexões, em produtos de decoração e também, como a gente vai ver aqui, na moda.

Mas você sabe de onde ele vem? Por que é importante? Sabe como ele pode ser reciclado? Ou ainda como pode ser reutilizado?

Fica com a gente que vamos responder todas essas perguntas e contar tudo o que você precisa saber sobre o PVC. Vamos lá?

O que é PVC?

Para começar, é importante definir o que é PVC. O Policloreto de Vinila, conhecido pela sigla em inglês PVC, é um polímero termoplástico, que tem origem no petróleo e se molda pelo aquecimento ou resfriamento.

Ele é extremamente versátil: como dissemos, ele é atualmente utilizado em cabos, canos, em instrumentos médicos, como bolsas de soro e tubos, e, também, na moda.

Então, para você ter uma ideia da versatilidade, ele pode estar em um cano na sua casa, com a dureza necessária para que a água passe por anos, e até mesmo em uma calça de “couro sintético”. Isso confirma que ele pode ser usado de muitas maneiras diferentes.

O que significa PVC?

Se você ouve a sigla PVC há muito tempo e ainda não sabe o que significa exatamente, não se preocupe: pouca gente sabe.

PVC se refere ao termo em inglês PolyVinyl Chloride, ou seja, o que a gente chama em português de Policloreto de Vinila, basicamente uma mistura de Cloro, Hidrogênio e Carbono.

Propriedades e características químicas do PVC

Se você faltou à aula de química e não tem ideia do que é uma fórmula, mas tem curiosidade de saber como é composta uma molécula de PVC, aí está: C2H3Cl. Traduzindo, são dois átomos de Carbono, três de Hidrogênio e um de Cloro.

Isso resulta em um material que se decompõe em temperaturas maiores de 180 graus centígrados e que é praticamente insolúvel na água. Ele pode ser usado de duas formas: rígido (não modificado) e flexível (ou plastificado). E você com certeza já viu o PVC das duas formas.

Conheça a origem e a história do PVC

Para compreender a origem e a história do PVC, é necessário ir para o século 19, um momento importante para muito do que a gente consome hoje em dia. Foram as pesquisas que ocorreram há quase 200 anos que deram origem a diversos dos produtos que estão na indústria até agora. Foram diversos estudos e testes entre 1835, quando o químico alemão Justus von Liebig conseguiu desenvolver o policloreto de vinilideno, até 1872, quando Eugen Baumann chegou ao PVC.

Mas foi somente no século 20 que as coisas realmente se avançaram, principalmente quando se descobriu a possibilidade de desenvolver PVC flexível, para resultar em diversas formas, com diferentes utilidades.

Quando a indústria finalmente entendeu a capacidade de escala para a fabricação de diversos materiais, uma revolução aconteceu em diversas áreas.

Onde o PVC é utilizado?

O PVC possui uma vasta gama de aplicações devido à possibilidade de reformular a resina com os aditivos e pela capacidade de ser submetido a diversos processos de moldagem e transformação, como injeção, extrusão, calandragem, entre outros.

Atualmente, as aplicações diretamente ligadas à construção civil (tubos e conexões, perfis e fios e cabos principalmente) somam aproximadamente 62% da demanda total de PVC no Brasil, segundo o relatório da empresa Braskem Tecnologia do PVC.

pvc-na-real

Já na medicina, muitos dos equipamentos plásticos utilizados são de PVC. Entre eles, estão os instrumentos utilizados em exames e cirurgias, bolsas de sangue e soro, tubos usados para coleta de sangue, aparelhos de hemodiálise, sondas e muitos outros.

Esse uso intenso de PVC na área médica se dá principalmente em razão de sua versatilidade e segurança, podendo lidar com medicamentos delicados devido à capacidade de impermeabilidade, proteção contra oxidação, maleabilidade e devido ao fato de ser quimicamente inerte, ou seja, não se mistura ao que ele contém.

Um outro uso importante é nas geomembranas, que são mantas de liga plástica e flexível usadas para revestimento impermeabilizante, com aplicações no armazenamento de água, tratamento de efluentes, aterros sanitários, reservatórios para criação de peixes, irrigação e mineração.

Ele também é muito utilizado em roupas e proteções para trabalho e na moda em geral, como couro sintético e outras aplicações. Mas sobre isso a gente vai falar daqui a pouco.

PVC e borracha são a mesma coisa?

Como o PVC é utilizado no desenvolvimento de alguns materiais que podem ser também feitos com borracha, como botas de proteção e outros itens, tem muita gente que confunde, mas o PVC tem uma resistência muito maior do que a borracha para esses usos.

E também é importante dizer que o PVC é um plástico, que tem um processo de produção diferente da borracha. Se você quer saber mais sobre isso, este é um bom texto para você se informar.

O PVC e a sustentabilidade

Embora em geral tudo que é resultado da extração do petróleo tenha uma percepção de pouca sustentabilidade, este é um caso interessante, porque há a possibilidade de se ter produtos de PVC com muito cuidado com o meio ambiente.

O que devemos dizer é que todo e qualquer tipo de PVC leva, obrigatoriamente, muito sal e plastificantes em sua composição, sendo que a grande maioria desse sal vem de fábricas de soda cáustica, enquanto os plastificantes são feitos de graxas de origem animal.

Porém, o processo hoje pode ser adaptado para que haja respeito ao meio ambiente em todo o processo desenvolvimento do PVC, para os mais diversos usos.

Sustentável deve ser todo processo

Quando se pensa em sustentabilidade, não é possível pensar em elementos ou produtos isolados. Afinal, de nada adianta você ter uma matéria prima sustentável se todo o processo que resulta do produto também não for.

Por isso, pense sempre que é necessário considerar a sustentabilidade em todas as etapas do processo, para garantir que haja a menor pegada de carbono possível.

Isso quer dizer que as empresas que se dizem sustentáveis devem ser responsáveis por toda a cadeia de produção, estimulando e cobrando todos os fornecedores para que haja a preocupação ambiental (e também social) na obtenção das matérias primas e dos processos que resultam no produto final.

Esse é o caso do PVC, que, se o processo for desenvolvido de forma sustentável, ele também pode ser.

PVC Ecológico existe?

A resposta a essa pergunta é sim, existe! Ele é desenvolvido sem metais pesados, sem o uso de corantes que podem ser cancerígenos e sem alguns produtos químicos chamados ftalatos.

E você pode encontrar o PVC ecológico em diversos produtos, principalmente nos ligados à moda sustentável.

Com isso, você pode ter toda a flexibilidade do PVC e a tranquilidade de não ter danos à sua saúde nem fazer mal ao meio ambiente.

PVC, um plástico 100% reciclável!

Uma característica que confirma que o PVC, se bem utilizado, pode ser muito ecológico, é que ele é 100% reciclável.

Por isso, todo o material resultante da extração do petróleo pode ser usado diversas vezes, para usos diferentes, para que não haja a necessidade de utilização de matéria nova.

Então, ao usar um material de PVC, você pode ter tranquilidade quanto ao destino que pode dar a ele. Porém, lembre-se que ele é reciclável, mas nem sempre o processo correto ocorre, principalmente no Brasil.

Como é feita a reciclagem do PVC?

Para que se tenha maior sucesso no processo de reciclagem, o ideal é a opção pelos processos de reciclagem química, mais adequados por permitirem a remoção do cloro, possibilitando a produção de cloreto ao invés do gás cloro.

No Brasil, o processo mais desenvolvido é a reciclagem mecânica, que é feita pela combinação de alguns processos operacionais (a moagem, a aglomeração e a granulação), para que haja reaproveitamento dos resíduos plásticos, transformando-os em grânulos (grãozinhos) que são usados como matéria prima para fabricação de outros produtos, retomando todo o processo produtivo.

Já a reciclagem energética ocorre quando acontece uma compactação dos resíduos, que depois são incinerados, convertendo a energia química liberada em energia calorífica e elétrica. Os gases gerados são tratados para redução do impacto ambiental, e as cinzas são dispostas em aterros.

PVC: um dos plásticos mais produzidos do planeta!

E, para que a gente entenda a importância do PVC no mundo, vale a pena dizer que ele é um dos plásticos mais produzidos do mundo.

De acordo com o site Statista, especializado em números e tendências de mercados e negócios mundiais, a produção prevista de PVC para 2025 é de 59,72 de toneladas métricas, com aumento de mais de 20% em relação ao que foi produzido em 2018. Então, com a produção aumentando, mais uma vez é necessário dizer que pensar na sustentabilidade e na reciclagem é fundamental.

É importante apontar também que o Brasil é um dos maiores produtores de plástico do mundo. Porém, ainda precisamos nos adaptar muito, porque grande parte do plástico produzido no Brasil não tem preocupação com o meio ambiente, sem nenhuma possibilidade de ser considerado sustentável.

E qual a situação da reciclagem de PVC no Brasil?

Você deve ver em matérias de jornais, TV, portais de notícias, que os plásticos são um grande problema no Brasil, afinal, mesmo sendo o 4º maior produtor de lixo plástico no mundo, reciclamos apenas 3% desse total.

Mas essa não precisa (e não deveria) ser a nossa realidade: recusar produtos plásticos descartáveis e dar a destinação correta para o nosso lixo (pesquise cooperativas e pontos de coleta seletiva de materiais em sua cidade) já são formas simples de contribuir para a preservação ambiental.

Quer ajudar na reciclagem? Aprenda a fazer o descarte correto

Por isso, quando você tiver produtos de PVC para descartar, utilize a criatividade. Afinal, canos e tubos podem ter inúmeras possibilidades de reaproveitamento.

Porém, se não tiver como reaproveitar, você pode se desfazer destinando esses produtos para a reciclagem. Em geral, quando há separação dos materiais para a reciclagem, os produtos de PVC devem ser descartados na lixeira VERMELHA, junto com os outros plásticos.

Aproveite também para saber se a sua cidade tem serviços de coleta seletiva. Se não tiver ainda, está na hora de cobrar o poder público para que ela ocorra.

Quer saber mais sobre reciclagem? Aqui explicamos tudo pra você.

pvc-na-real

Ideias criativas para você reutilizar canos de PVC

Mas se você quer realmente que trazer a sustentabilidade para sua vida e na responsabilidade ambiental para seu dia a dia, lembre-se sempre dos 5 Rs da Sustentabilidade.

Segue alguns exemplos para você de como usar R de Reutilização, para dar uma destinação melhor para os canos de PVC, quando eles não forem mais úteis ou sobrarem de uma construção ou reforma.

Vasos de planta e jardineiras

Tanto na vertical quanto na horizontal, você pode aproveitar os canos e tubos para fazer pequenos vasos, colocando um fundo em algum cano mais largo, ou ainda em jardineiras, cortando-os no meio para que sejam pendurados pelos cantos para ser o “lar” de diversas plantinhas, inclusive dos seus temperos.

Luminárias

Os canos de PVC são ótimos para ganhar cara nova ao serem pintados e utilizados como luminárias. Para esta finalidade, eles também podem ser usados tanto na vertical quanto na horizontal. O mais importante é tomar cuidado para não errar na parte elétrica e curtir toda a criatividade.

Organizador de mesa

Quer um porta-lápis com a sua cara? Use um tubo de PVC que sobrou da obra. Para isso, você pode pintar e decorar do seu jeito. Com certeza, com o seu bom gosto, ninguém vai ter um tão bonito.

pvc-na-real

O PVC no mundo da moda

Esta é uma informação interessante para muita gente: usar PVC em roupas. Afinal, como as pessoas têm contato com o termo de forma rígida, causa uma sensação de estranheza ver o PVC na moda.

Mas é isso mesmo. O PVC passou a ser incorporado no universo da moda a partir dos anos 60, quando começou a ser muito utilizado na produção de botas, capas de chuva e vestidos.

pvc-na-real

Mas ele se desenvolveu muito e se adaptou a diversos produtos, sendo referência de moda em vários momentos da nossa história recente. E a sua aplicação nesse meio continua até os dias de hoje: quem nunca quis ter uma sandália transparente?

Quando o plástico passou a ser utilizado por estilistas?

Nos anos 60, com a chegada da ideia de futurismo à moda, diversos estilistas começaram a usar o PVC para dar um ar de modernidade e brilho às coleções. Também muitas roupas com conceito fetichista passaram a usar o material.

Nos anos 90, o PVC voltou à moda principalmente em jaquetas, calças e outras peças, uma referência clara aos movimentos liderados pelos artistas da chamada Geração MTV, inspirados principalmente por Madonna, Michael Jackson, Prince, entre outros.

Para se ter uma ideia, estilistas como Jean Paul Gaultier, Yves Saint Laurent e Pierre Cardin usaram PVC em suas coleções.

E hoje em dia, ainda é uma tendência?

Como as tendências na moda vão e vem, não se preocupe. Tem gente que diz que o uso do PVC já passou, mas tem gente produzindo muita coisa interessante com esse material.

Você pode usar o PVC como uma referência a algum movimento passado ou ver o que andam produzindo agora. Se quiser, inspire-se em modelos do passado com referências retrô ou procure uma peça no brechó, para assumir a moda vintage. Quer saber mais sobre ela? Conheça mais sobre o tema neste artigo.

Grifes que utilizam PVC

Existem várias grifes que usam PVC nas coleções. Entre elas, Dior, Louis Vuitton, Pierre Cardin e muitas outras.

Em diversos momentos, você pode ver desfiles internacionais com PVC na passarela. Veja alguns exemplos:

Marcas brasileiras que produzem roupas com PVC

No Brasil, também tem muita gente que usa PVC na produção de moda, como Melissa, Osklen, Tufi Duek e Lorenzo Merlino.

Mas é claro que, como sempre, o importante não é só incluir essa tendência no seu guarda-roupa, mas se preocupar com o desenvolvimento sustentável da moda com PVC.

O PVC na indústria de calçados

A indústria de calçados profissionais foi a primeira a utilizar o PVC, com sua flexibilidade e capacidade de proteção para desenvolver produtos.

Porém, as tendências de moda também fizeram com que eles fossem para o dia a dia, com a possibilidade de ter transparência e cores, com formas arrojadas e modelos conceituais.

E isso aconteceu de forma tão interessante, que a moda das ruas e das passarelas influenciou até o uso profissional do PVC. Uma forma de confirmar isso é o que a marca canadense Wilkuro desenvolve com PVC e borracha. São calçados para proteção adaptados para todos os tipos de situação e de estilo.

Solados em PVC

Com diversas características importantes, como você já viu, o PVC é uma ótima opção para os solados dos sapatos também. Além de serem fabricados com material de alta resistência, eles são sólidos, leves, não tóxicos, estáveis e impermeáveis.

Também conseguem oferecer conforto, com grande resistência e durabilidade. Em geral, a questão do custo também é importante, mas é algo que deve ser observado com cuidado. Afinal, em geral, o PVC de baixo custo não tem cuidado com a sustentabilidade na produção.

Então, na hora de decidir pelo seu calçado com PVC, pense em sustentabilidade.

Um exemplo de PVC sustentável: sandálias da Linus

Nem todo PVC precisa ser vilão, e a marca de sandálias Linus é um exemplo disso: afinal, o sal utilizado na fabricação é 100% proveniente do mar, e os plastificantes são feitos totalmente a partir de fontes vegetais (óleos de soja). Com isso, somando todos os processos, 70% dos recursos utilizados na composição das sandálias Linus são renováveis.

É uma opção para você incluir o PVC no seu dia a dia e ter cuidado com o meio ambiente. Se você se preocupa com o impacto ambiental das suas escolhas, agora pode saber como escolher produtos que podem trazer o PVC de forma responsável e sustentável, que podem, além de tudo, manter você na moda.

E, se puder, procure sempre optar por produtos que tenham certificados de compensação ambiental, como o Selo Eu Reciclo.

pvc-na-real

Afinal, consciência ambiental tem tudo a ver com a atitude de quem quer estar na moda.

Deixe um comentário

Todos os comentários do blog são verificados antes da publicação
Nós utilizamos cookies para personalizar sua experiência no nosso site! Ao permanecer navegando, você concorda com as condições da nossa política de privacidade.
Obrigada!
Esse é nosso cupom de 5% de desconto: NOCAMINHODOBEM