O PVC na real

O policloreto de vinila, ou pelo apelido PVC, é um polímero termoplástico (que se molda pelo aquecimento ou resfriamento) extremamente versátil: ele é atualmente utilizado em cabos, canos, em instrumentos médicos – como bolsas de soro e tubos – e, também, na moda.

Ele passou a ser incorporado no universo da moda a partir dos anos 60, quando começou a ser bastante utilizado na produção de botas, capas de chuvas e vestidos, e a sua aplicação nesse meio continua até os dias de hoje: quem nunca quis ter uma sandália transparente?

Todo e qualquer tipo de PVC leva, obrigatoriamente, muito sal e plastificantes em sua composição, sendo que a grande maioria desse sal vem de fábricas de soda cáustica, enquanto os plastificantes são feitos de graxas de origem animal. Mas nem todo PVC precisa ser vilão e a Linus é um exemplo disso: nosso sal é 100% proveniente do mar e nossos plastificantes, feitos totalmente a partir de fontes vegetais (óleos de soja) – somando, assim 70% de recursos renováveis na composição de nossas sandálias.

Plásticos são um grande problema no Brasil, afinal, mesmo sendo o 4º maior produtor de lixo plástico no mundo, reciclamos apenas 3% desse total. Mas essa não precisa (e não deveria) ser a nossa realidade: recusar produtos plásticos descartáveis e dar a destinação correta para o nosso lixo (pesquise cooperativas e pontos de coleta seletiva de materiais em sua cidade!) já são formas simples de contribuímos para a preservação ambiental. Ah, procure, também, optar por produtos que tenham certificados de compensação ambiental, como o Selo Euro Reciclo.