O impacto ambiental de uma Semana de Moda

De acordo com a United Nations Framework Convention on Climate Change - um relatório sobre mudanças climáticas das Nações Unidas - 10% do total de emissões de gás do efeito estufa é decorrente da indústria da moda. Um número preocupante e que envolve, na matemática, variáveis já conhecidas: plantio de matéria prima para o mercado têxtil, pouca reutilização de materiais já existentes e poluentes advindos do processo produtivo. E, muitas vezes, em meio as discussões sobre garrafas PET e canudos, deixamos de pensar na quantidade de CO2 que as passarelas podem adicionar à essa equação.

O estudo Zero to Market, feito a partir de uma parceria entre a Carbon Trust (consultoria especializada em mudanças climáticas) e a Ordre.com (empresa de tecnologia aplicada à moda) se propôs a calcular a quantidade de carbono emitida durante o processo de compra das lojas de departamento - como Net-a-porter e Galerias Lafayette. O cálculo contemplou as viagens para 6 desfiles (4 de moda feminina e 2 masculina) e showrooms das quatro principais semanas de moda do mundo. O resultado? Aproximadamente 218 mil toneladas de CO2 anuais - lembrando que essa conta deixa de fora emissores importantes de carbono, como celebridades que chegam em aviões particulares e o transporte de jornalistas até o evento.

E qual seria a solução? Encerrar as semanas de moda, tal qual Estocolmo decidiu fazer com a sua? Talvez não. As semanas de moda, ainda sim, movimentam números muito relevantes na economia dos países em que elas acontecem e servem como plataforma importante para alavancar novos nomes da indústria. Mas, como a palavra “reduzir” é chave quando o assunto é sustentabilidade, opções que vão desde rever quantidade de coleções produzidas ao ano, combinar os desfiles de moda masculina e feminina em um só e até mesmo fazer desfiles em cidades que precisem de uma injeção econômica são soluções válidas.

Quem sabe assim, roupas e acessórios que são “tão temporada passada!” passem a ser sinônimo de mudanças realmente significativas para o planeta.

Obrigada! Aqui está o seu código: NOCAMINHODOBEM