sororidade
junho 11, 2021

Sororidade: A revolução do relacionamento feminino

por Equipe Linus
sororidade

Nos últimos meses, houve um aumento de buscas e pesquisas por termos como “o que é sororidade”. 

Motivado pelo aumento de adeptas ao movimento no Brasil e no mundo, esse conceito tem saído da ideologia e tomado conta de cada vez mais setores, como o cinema, a moda e o mundo empreendedor.   

Mas ainda precisa ir além, tornando-se um conceito natural da sociedade. 

Se você não sabe o que é sororidade, continue lendo para descobrir porque é tão importante e como colocar em prática no dia a dia. 

O que é sororidade?

Uma dúvida muito frequente é sobre o que é sororidade. Ela é o ato de ter empatia por outras mulheres, é respeitar suas escolhas, suas opiniões e decisões. É ouvir com respeito e não julgá-las. 

Está relacionada ao conceito de união feminina, de companheirismo. 

É o respeito e admiração motivados pelo gênero. É a ideia de que as mulheres ficam mais fortes quando estão em união. Juntas.

E que essa união pode favorecer e beneficiar outras mulheres, através da luta contra a opressão e violência e com a conquista de seus direitos. 

O que significa sororidade?

A palavra sororidade vem do latim “sóror”, que significa irmãs. Ela é considerada a versão feminina da palavra fraternidade, que vem da palavra irmãos, tão conhecida por todos nós. 

Ou seja, é uma palavra com o sentido de irmandade, afeto, amizade e união entre as mulheres, semelhante ao que é esperado de irmãs.

No mundo em que vivemos, repleto de competição, a sororidade vem trazendo a ideia de solidariedade e apoio, para que as mulheres conquistem a liberdade e a igualdade que desejam. 

Quando esse movimento começou?

Não existe um consenso sobre a origem do movimento, mas o que se tem certeza é que ele ganhou força com o movimento feminista. 

Alguns estudiosos indicam que o movimento sororidade vem da França, a partir do lema “Liberté, égalité, fraternité”, utilizado na Revolução Francesa. O termo fraternité deixava de lado as mulheres e, portanto, o termo “sororité” surgiu para incentivar essa igualdade de direitos. 

Outro possível início do movimento sororidade vem dos Estados Unidos, com o termo “sisterhood”, utilizado pela comunidade negra, que carrega essa ideia de empatia feminina. 

Qual é a importância e o objetivo da sororidade?

Nós sabemos que, quando juntas e unidas em prol de uma causa, as mulheres ganham uma voz muito mais alta. Como, infelizmente, ainda vivemos em uma sociedade patriarcal, que ainda tem como conceitos base a percepção masculina, a sororidade vem para contribuir na construção do empoderamento feminino. Para que nós, mulheres, sejamos ouvidas e respeitadas em toda a sociedade.

Sororidade, um movimento que revolucionou o relacionamento feminino

A ideia de apoio, aliança e não julgamento entre as mulheres vai de encontro à sociedade e às condutas patriarcais que vivemos hoje.

Ela também favorece a luta por mudanças de estigmas, preconceitos e ideologias, além de promover a busca por igualdade entre os gêneros. 

O sistema patriarcal é baseado na ideia de colocar os homens em posição central de poder, no controle de homens sobre as mulheres. A solidariedade masculina e as relações hierárquicas favorecem a exclusão das mulheres da sociedade de maneira igualitária.

Esse conceito modificou a visão da sociedade sobre as mulheres e incentivou culturas que degradam a participação feminina no mundo.  

Quantas vezes nós julgamos outra mulher pela forma como ela se veste, ou pela maneira como ela fala. Quantas vezes discursos que incentivam a competitividade e a rivalidade entre as mulheres são proferidos? 

Essa rivalidade está enraizada na nossa sociedade e pode passar como natural, mas não deveria ser, né?

Sororidade e Feminismo: Existe diferença?

A sororidade está inserida no conceito de feminismo, que é bem mais amplo. 

O feminismo é a luta pela igualdade social, econômica e política dos gêneros. Dentro desse movimento ainda existe espaço para outras vertentes, o que é chamado de interseccionalidade. 

Como a sororidade se popularizou no Brasil?

No Brasil, apesar do movimento feminista existir há muitos anos, o termo sororidade ganhou maior visibilidade em 2020, quando a Manu Gavassi participou do Big Brother Brasil, lembra?

Manu Gavassi e a sua sororidade no bbb

Com uma postura sensata e de empatia destacada, a participante citou a palavra “sororidade” em um paredão no programa, para justificar o seu voto em um companheiro de confinamento. 

O rapaz, no momento, não sabia o que significava a palavra, mas não era só ele. O público também precisou de ajuda para descobrir do que se tratava, o que gerou um aumento de mais de 250% nas pesquisas sobre o termo no Google. 

Sem dúvidas, esse episódio aumentou a visibilidade sobre o termo e impulsionou o movimento feminista de sororidade.  

sororidade

Como usar a palavra sororidade?

Não existe um manual que fale sobre a forma correta de utilizar a palavra nas redes sociais, nos debates e na publicidade. 

Essa expressão deve ser utilizada para comunicar experiências pessoais e para ajudar a explicar como e porquê devemos praticar a sororidade. 

5 passos simples para praticar a sororidade

A prática da sororidade tem início na reflexão. A sororidade implica em criar, estabelecer e fortalecer uma rede de apoio feminina. 

Ela é colocada em prática quando as mulheres se unem com um olhar mais humano e com menos crítica, transformando-se, assim, em agentes de mudança. 

1. Não julgue outras mulheres por terem atitudes diferentes daquelas que você teria

Aprender a lidar com as diferenças e a aceitá-las é essencial para praticar a sororidade. Todas nós somos diferentes, e isso é incrível! Coloque-se no lugar dela e respeite suas escolhas, mesmo que sejam diferentes das suas. 

2. Dê preferência ao trabalho de outras mulheres

Ainda existe muita desigualdade no mercado de trabalho e faltam oportunidades adequadas para muitas mulheres. Na hora de fazer uma nova compra ou contratar um serviço, que tal procurar uma mulher?

Ao incentivar e preferir consumir produtos e serviços de outras mulheres, ou priorizá-la quando estiver em igualdade de condições em um processo seletivo, ajudamos oferecendo novas oportunidades. 

3. Ofereça apoio e ajuda quando necessário

Ao perceber que uma mulher está precisando de apoio, ofereça ajuda. Pode ser com uma conversa ou em uma situação de risco. O mais importante é garantir sua integridade e fazer ela perceber que não está sozinha. 

sororidade

4. Não veja outras mulheres como rivais

Crescemos com a rivalidade feminina: na TV, na escola, no trabalho... Mas a sororidade é sempre sobre união e apoio - cada uma de nós têm seu valor, do jeitinho que somos.

5. Faça uma reflexão sobre suas críticas

Como este comportamento de comparação e rivalidade está tão enraizado na nossa cultura, nem percebemos quando fazemos uma crítica injusta. Não é algo consciente, mas acontece. 

Toda vez que você pensar em criticar uma mulher, pense se você faria essa mesma crítica a um homem. Reflita se a crítica está relacionada à atitude, mas não em relação à ideia de que uma mulher não deveria se comportar daquela maneira.

Sororidade é um termo simples, mas carregado de significados, né? Você já passou por uma situação onde a sororidade faria toda a diferença? Vamos conversar nos comentários :)
feminismo