quarto-minimalista
abril 29, 2022

Quarto minimalista: dicas de decoração para criar o ambiente perfeito

por Equipe Linus

quarto-minimalista

Você, com certeza, já teve contato com o termo “quarto minimalista”. E claro que sabe que ele tem uma relação direta com aquilo que é mínimo, básico, sem muita ostentação, mas que resolve, é útil e necessário.

Então, chegou a hora de pensar neste termo e no movimento que ele significa para o seu quarto, para que você tenha tudo o que é importante, sem excessos, de uma forma a levar uma vida mais prática e sustentável.

Que tal ler este texto e começar a pensar no seu quarto minimalista?

O conceito por trás do quarto minimalista

O minimalismo, antes de ser usado como uma palavra que significa que “menos é mais”, teve origem em alguns movimentos artísticos que ocorreram em boa parte do século passado, com influências importantes no design, nas artes visuais, na música e até mesmo no cinema.

Para que você possa usar o termo em vários aspectos da sua vida, vale compreender esses movimentos e como eles influenciaram muito do que a gente usa hoje, como os computadores e outros produtos da Apple e as telas de TV de tela plana, por exemplo.

E, como tudo o que tem a ver com a arte e a cultura tem sempre uma boa história por trás, prepare-se para visitar todas as referências antes de levar o estilo para o seu quarto.

A história do estilo minimalista

O minimalismo oficialmente surgiu em Nova York, entre o final dos anos 1950 e início dos anos 1960, como resultado de diversas influências de todo o mundo, que foram além do modernismo de linhas simples e retas e optaram por levantar a bandeira do “mínimo”, ou seja, apenas o que é necessário para representar uma ideia, na arte, ou uma utilidade, no design de produtos.

Os principais expoentes do movimento foram Sol Lewitt, Frank Stella, Donald Judd e Robert Smithson.

quarto-minimalista

O movimento foi tão impactante, com o questionamento dos excessos da arte e dos objetos rebuscados, que ele foi parar em diversas peças que fizeram muito sucesso, na moda, na indústria e em diversas expressões artísticas.

Para você se inspirar, o Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA) tem uma coleção de arte minimalista que você pode ver neste link.

Como você pode ver, a opção do estilo é sempre por aquilo que representa o que é necessário, resolve os problemas, não ocupa muito espaço e, claro, apresenta muito bom gosto.

Decoração de quarto minimalista: tudo o que você precisa saber para começar!

Para que você tenha uma decoração minimalista no seu quarto, uma coisa é essencial: a sua decisão. Sim, porque não adianta achar que vai ter um quarto minimalista se você não está disposta a abrir mão de muitas coisas que são supérfluas.

Mais do que um estilo, ter um quarto minimalista é uma mudança no estilo de vida, que com certeza também vai chegar a outros aspectos da sua vida.

Portanto, se você decidiu que vai ter um quarto minimalista, está na hora de começar a fazer as escolhas e definir o que realmente é importante. Veja alguns passos fundamentais:

Tenha apenas o essencial

O essencial é aquilo que realmente é necessário para o seu dia a dia. Então, se você não usa algum móvel, objeto, peça de roupa ou calçado, vai ter que deixar de lado.

Doe, dispense, reutilize, recicle, ressignifique. Tem várias maneiras de você abrir mão daquilo que não é essencial, fazendo o bem para a sociedade e para o meio ambiente.

Se você é uma pessoa apegada a objetos e acha que vai precisar em algum momento de coisas que nunca realmente precisa, vá fazendo essa classificação do que é essencial aos poucos, em várias rodadas e negociações pessoais.

Invista em móveis funcionais

Em um quarto minimalista, quanto mais funções tiver um móvel, melhor. Por isso, tudo deve ser muito planejado, preferencialmente com a ajuda de profissionais de decoração.

Você também pode buscar opções já formatadas de marcas de móveis que trabalham com o estilo. Elas tendem a ter soluções de móveis multitarefas que são adaptados facilmente para diversos usos.

Você até pode deixar alguma peça com estilo diferenciado, dando um toque vintage ao seu quarto, mas lembre-se que, se isso ocorrer, só pode ser uma peça. Nada de achar que deixar tudo o que já existia, dando a desculpa de ser vintage. Isso com certeza não vai fazer com que seu quarto seja minimalista.

Crie um armário cápsula

A ideia do armário cápsula é fundamental para um quarto minimalista. E isso quer dizer que, além dos móveis, as suas peças de roupa também devem se adaptar à ideia de que só é possível manter o que realmente é útil.

quarto-minimalista-armario-capsula

Então, esqueça aquelas roupas que nunca foram usadas e que você mantém para “um dia”. Isso não pode acontecer em um armário cápsula, que deve ter apenas aquilo que é útil e que você pode adaptar para diversos usos.

Para ler mais sobre como ter um armário cápsula, leia este texto que publicamos sobre o tema.

Aposte em elementos naturais

Os elementos naturais são importantes para um quarto minimalista, pois também representa o desapego em relação ao que tem muitos detalhes e processos complexos.

Por isso, opte, sempre que possível, por madeira natural, tecidos crus, fibra trançada e elementos feitos à mão.

Com certeza, esses itens vão fazer com que seu quarto seja ainda mais aconchegante.

Dê preferência a luz natural

A luz natural também é muito bem vinda em um quarto minimalista. Assim como as cores neutras ajudam a fazer com que o seu quarto tenha a cara do estilo, como você vai ver mais adiante, a luz natural vai fazer com que elas se destaquem para dar todo o charme para o seu quarto.

Isso também vai ajudar para que, além do estilo, o seu quarto economize energia e também seja mais sustentável.

Quais as vantagens de um quarto minimalista?

Além da questão ambiental, ter um quarto minimalista também tem inúmeros benefícios para você. Em geral, ele ajuda para que tenhamos uma vida também bem mais organizada, funcional e tranquila.

Isso quer dizer que ter um quarto minimalista também pode ser algo terapêutico, que funciona como uma representação de como está a sua mente.

Quanto menos coisas você tiver para atrapalhar as decisões, valorizando o que realmente importa, mais rapidamente você pode tocar em frente o seu dia e a sua vida. Veja quantos benefícios um quarto minimalista pode trazer:

Economia

Um dos aspectos fundamentais do quarto minimalista é realmente a economia. Com um quarto que se mantenha com esse estilo por muito tempo, você não vai ter gastos supérfluos com objetos que não tenham função específica.

O armário cápsula também é outro item que, além de combinar com o quarto minimalista, faz com que você economize muito dinheiro e tenha todo o estilo.

A economia também vai ser um argumento muito útil para você ajudar a convencer a família e os amigos para que também entrem na onda do quarto minimalista.

Limpeza

Um quarto minimalista pode ser limpo de maneira muito mais simples. A ausência de tapetes inúteis, de bibelôs e de objetos que não são utilizados evita que a poeira se acumule, e isso vai fazer você poupar tempo na limpeza.

Então, além da economia de dinheiro, como dissemos acima, também há a economia de tempo.

E, se você é daquelas pessoas que também não gostam de perder tempo fazendo limpeza, um quarto minimalista é a melhor pedida.

Versatilidade

Com objetos e móveis mais simples e úteis, você tem muito mais liberdade e versatilidade para mudar o que for necessário.

Sem o apego aos objetos, também é possível substituir facilmente o que não está sendo utilizado.

Por isso, pense no quarto minimalista como um processo. Se é necessário mudar, vai ficar muito mais fácil fazer isso sem todo o peso que um quarto “tradicional” traz a cada transformação.

Quarto minimalista: Ideias em uma paleta de cores neutras

Uma ideia interessante para um quarto minimalista é também usar as cores que o deixem claramente essencial. Por isso, as paletas de cores neutras são as mais indicadas.

É claro que você pode dar destaque para uma parede, por exemplo, usando uma cor mais quente, com mais personalidade, porém é essencial respeitar a ideia da simplicidade.

O branco, com todas as suas tonalidades (gelo, neve, palha), pode ser uma boa pedida para ampliar os espaços e fazer com que o seu quarto possa dar destaques aos objetos (poucos) escolhidos para representar a sua personalidade.

Quarto minimalista preto

O preto é uma referência importante para quartos minimalistas. Objetos e móveis nesta cor podem combinar facilmente, e isso vai fazer com que você não erre jamais.

É claro que, como dissemos, é possível sempre usar alguma outra cor para dar um toque pessoal.

Mas lembre-se de que o uso de outras cores não pode ser uma desculpa para deixar de lado a sobriedade que o preto pode dar para o seu quarto.

Quarto minimalista cinza

Assim como o preto, as escalas de cinza podem ser parceiras fundamentais do seu quarto minimalista.

quarto-minimalista-cinza

Para dar um toque mais variado, use diversos tons para que a variação crie sensações de contraste entre objetos e móveis mais claros e outros mais escuros.

Se você conseguir usar branco, preto e escalas de cinza, com certeza o seu quarto minimalista vai ficar fantástico.

Dicas para diferentes tipos de quarto minimalista

Os quartos minimalistas podem ser adaptados para qualquer uso. Embora muita gente pense que eles só se adaptam para pessoas solteiras, ou mesmo para casais sem filhos, é possível ter essa ideia para todos.

E, como já dissemos, isso tem a ver com a mentalidade e a liberdade de decidir que se quer muita tranquilidade para ter menos e aproveitar mais cada item.

É possível ter projetos muito interessantes para diversos tipos de uso, como você pode ver a seguir:

Quarto minimalista para casal

A coisa mais complicada de um quarto minimalista para casal é o acordo entre os dois. Afinal, não existe quarto minimalista quando um só está disposto a abrir mão dos excessos e do que é supérfluo.

Mas, quando a decisão ocorre, há inúmeras maneiras de se ter um quarto ideal para que tudo tenha o máximo de aproveitamento.

É claro que, no “contrato”, cada um pode levar uma obra de arte ou um objeto que quebre a simplicidade. Assim, mesmo com o minimalismo, é possível ter a identidade de cada um.

Quarto minimalista para solteiros

Este é o caso clássico de quem quer quartos minimalistas, por diversos motivos, tanto financeiros quanto de economia de tempo.

Afinal, os solteiros tendem a querer muito mais simplicidade, principalmente quando o quarto é somente o ambiente para passar poucas horas do dia.

Então, se este é o seu caso, e você precisa economizar, pode usar o quarto minimalista tanto para gastar menos quanto para mostrar seu estilo.

Quarto minimalista para bebê

Por mais que algumas pessoas não acreditem, é também possível preparar um quarto de bebê com estilo minimalista. E isso não quer dizer que vão faltar coisas fundamentais.

quarto-minimalista-bebe

Pelo contrário, essa é uma ótima maneira de também já educar a criança para ter responsabilidade ambiental desde cedo, sem acúmulo de brinquedos e roupas que não são usadas, por exemplo.

Quarto boho minimalista

O quarto boho é uma referência ao se pensar em minimalismo com mais descontração. Ele é baseado no estilo boêmio (de onde vem o nome), com muita participação de elementos hippies, étnicos e até mesmo punks.

E, com essa liberdade, é possível levar itens muito pessoais, que tenham só o seu estilo, para formar um quarto que seja só seu.

Ao optar por esse estilo, no entanto, você tem que tomar um cuidado: não deixar de ser minimalista. Afinal, se houver uma profusão de itens supérfluos, a ideia de ter o que é essencial e necessário fica de lado.

Quarto minimalista simples: Saiba como montar o seu!

Então, que tal montar o seu quarto minimalista? Comece, como já dissemos, pela decisão. Depois disso, pense em tudo o que é realmente útil. Todo o restante, que não vai ser utilizado, deve ser destinado à doação, reutilização e reciclagem.

O que for necessário comprar deve ser escolhido com muita atenção e cuidado, dando preferência ao que vai ter mais de uma funcionalidade.

Com o projeto do quarto pronto, aproveite também para usar o minimalismo para escolher as roupas de capa. Afinal, tudo tem que fazer parte do cenário para manter todo o estilo.

quarto-minimalista

E não se esqueça também de rever o seu armário: roupas e calçados devem ser adaptados à ideia de que “menos é mais”.

E, para isso, você deve escolher peças que possam ser utilizadas em diversas ocasiões. Um exemplo interessante para você se inspirar é a sandália da Linus, que pode fazer parte do armário cápsula, por poder compor em diversos looks, e também se destaca pelo posicionamento sustentável e socialmente responsável.

E aí? Preparada para ter um quarto minimalista?

Agora, que você já conhece os estilos e os desafios de ter um quarto minimalista, que tal começar a preparar o seu?

E lembre-se de que todo o processo deve ser muito refletido, para você levar tudo isso faça parte também da sua forma de interagir com o mundo, com muita responsabilidade e sustentabilidade.

consumo consciente decoração quarto minimalista