festival-de-parintins
julho 01, 2022

Festival de Parintins: conheça o maior festival folclórico do mundo

por Equipe Linus

festival-de-parintins

Com certeza, você já ouviu falar do Festival de Parintins, que todos os anos aparece nas matérias jornalísticas na televisão, nas redes sociais e trazem aquela vontade enorme de estar lá.

E, dependendo dos amigos que você tem, sempre tem alguém que coloca fotos de dar inveja no Instagram, não é mesmo?

São tantas cores, brilhos e luzes que quem ainda não foi fica só imaginando como é aquela festa. E, para quem já foi, dá uma vontade enorme de voltar. Então, que tal fazer os planos para acompanhar o Festival em Parintis no próximo ano?

Neste texto, vamos levar você um pouco até lá, para conhecer por que a festa existe, como ela é organizada, o resultado deste ano e tudo o que você precisa saber para definir de que lado das torcidas vai ficar: vermelho ou azul? Garantido ou Caprichoso?

O que é o Festival de Parintins?

O Festival de Parintins, considerado a maior manifestação folclórica a céu aberto do mundo, é uma festa que reúne milhares de pessoas em torno da disputa entre dois grupos de boi-bumbá, que também é conhecido em alguns lugares do Brasil como bumba-meu-boi.

A tradição é tão grande e culturalmente tão importante, que o evento foi reconhecido, em 2018, como Patrimônio Cultural do Brasil, pelo Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural do IPHAN.

Por tudo isso, milhares de turistas do Brasil e do mundo acompanham as toadas dos bois Garantido e Caprichoso. Na época do festival, a população de Parintins, município do interior do Amazonas, a 369 km de Manaus, que é de 115 mil habitantes, quase duplica de tamanho.

O Ministério do Turismo tem conteúdos e políticas específicas para desenvolver os serviços locais, e todo o evento é organizado em um parceria entre o poder público e a iniciativa privada, como você pode ver no site oficial.

Festival Folclórico de Parintins: origem

O Festival de Parintins tem origem no início do século passado, quando os habitantes locais faziam uma disputa entre grupos de amigos e vizinhos da cidade.

A disputa entre os principais bois, o Garantido e o Caprichoso, já tinha uma certa rivalidade, mas entravam também outros grupos, como Fita Verde, Corre Campo, Galante, Mina de Ouro, Diamantino, Ramalhete e Campineiro.

festival-folclorico-de-parintins

Em 1965, um grupo de amigos ligados à Juventude Alegre Católica, juntamente com o padre local, organizaram o primeiro Festival Folclórico, com a intenção de arrecadar fundos para a construção da Catedral. Nesta primeira edição, Caprichoso e Garantido não participaram.

Já no ano seguinte, começaram as disputas, com a presença dos bois mais famosos, que competiam a partir de um critério: ser o mais aplaudido pela plateia. Depois, muitas coisas foram se associando à festa, como a complexidade e a profissionalização das apresentações e dos quesitos em julgamento, e também muita tecnologia para a transmissão pela televisão.

O Festival de Parintins e suas características

Atualmente, o Festival acontece em um ambiente que foi construído com a função de receber as apresentações e um grande público.

É o Bumbódromo ou, oficialmente, Centro Cultural de Parintins, que está entre as mais importantes construções do Estado do Amazonas e foi inaugurado no fim dos anos 1980, com capacidade para receber até 35 mil pessoas para acompanhar as apresentações.

Mas, para ir até lá, não é tão fácil. O deslocamento entre Manaus e Parintins por avião dura menos de uma hora, mas de barco - a única forma de ir sem ser de avião - essa distância é percorrida em mais de seis horas

caracteristicas-festival-de-parintins

Embora isso pareça um problema, tem um lado positivo. Afinal, a rede hoteleira e de pousadas tem um grande movimento nesta época, já que é difícil fazer bate-e-volta.

Porém, como o Festival de Parintins ocorre no último fim de semana de junho, e concorre com a atenção das festas juninas por todo o país, às vezes acaba sendo mais uma festa no meio de tantas que aparecem na imprensa.

As apresentações começam na sexta-feira e vão até o domingo. Depois disso, em geral na segunda-feira, a partir do julgamento de 21 quesitos, é definido o grupo vencedor.

Festival de Parintins: conheças as atrações principais

Mais do que conhecer os detalhes do festival, é importante saber quais são as atrações, afinal, são elas que motivam que as pessoas da cidade trabalhem durante todo o ano.

Também, a partir das transmissões na televisão, principalmente nos anos 1990, todo o país passou a conhecer os bois e ter o seu preferido.

Além dos espetáculos dos grupos, o Festival se tornou também uma vitrine para a divulgação da música regional do Amazonas, que sai de lá e vai para todo o país.

Festival de Parintins: Boi Caprichoso

A Associação Cultural Boi-Bumbá Caprichoso é representada por um boi revolucionário e transgressor. Segundo os pesquisadores que estudam o festival, ele nasceu das pessoas mais simples da cidade: pescadores, lavadeiras e seringueiros.

O Boi Caprichoso tem as cores azul e branco, com o símbolo da estrela exibido na testa. Segundo seus seguidores, ele é o guardião da floresta, do folclore de Parintins, do imaginário caboclo e das lendas dos povos indígenas.

O nome Caprichoso, segundo os organizadores, tem um significado ligado às características do boi e do povo: cheio de capricho, trabalho e honestidade.

Festival de Parintins: Boi Garantido

A Associação Folclórica Boi-Bumbá Garantido é conhecida por ter o boi das massas populares e, principalmente, por ser o maior campeão do Festival.

Suas canções são consideradas mais tradicionais, porque usa os elementos rítmicos de músicas tradicionais do Norte do Brasil.

O Boi Garantido tem como símbolo o coração na testa e é reconhecido pelas cores branco e vermelho.

O nome Garantido surgiu do próprio criador, Lindolfo Monteverde, que sempre lembrava aos torcedores do boi contrário (não se pode dizer o nome dele) que seu bumbá saía inteiro dos confrontos das ruas. Ele dizia que, nas brigas com os rivais, a cabeça do boi nunca quebrava ou ficava avariada, “isso era garantido!”.

Como funciona o Festival de Parintins?

Nas três noites do evento, cada boi desfila em apresentações de 2 horas e meia por dia, com alegorias e alas diferentes. As coreografias de cada um deles são ensaiadas durante seis meses nos chamados “currais”, que equivalem às quadras das escolas de samba.

Os jurados analisam as notas de três blocos, cada um com sete itens:

  • O bloco A (comum e musical) tem os itens: Apresentador, Levantador de toadas, Marujada de Guerra ou Batucada, Amo do Boi, Toada - Letra e Música, Galera e Organização do Conjunto Folclórico.
  • O bloco B (cênico e coreográfico) tem os itens: Porta-Estandarte, Sinhazinha da Fazenda, Rainha do Folclore, Cunhã-Poranga, Boi-bumbá - Evolução, Pajé e Coreografia.
  • O bloco C (artístico) analisa os itens: Ritual, Tribos Indígenas, Tuxaua, Figura Típica Regional, Alegorias, Lenda Amazônica e Vaqueirada.

São três jurados para definir as notas de cada bloco. Cada um dos dias é analisado individualmente, e no fim as notas são somadas, com descarte da menor para a pontuação final.

Com isso, o grande vencedor é conhecido, e a comemoração se inicia, com metade da cidade feliz e a outra nem tão feliz assim.

Festival de Parintins nos últimos anos

No último ano antes da pandemia de covid-19, em 2019, o campeão do festival foi o Boi Garantido, com o tema Nós, o Povo!, enquanto o Boi Caprichoso ficou em segundo lugar com o tema Um Canto de Esperança para a Mátria Brasilis.

Mas, assim como grande parte das festividades no Brasil e no mundo, em 2020 e em 2021, devido à pandemia de covid-19, o Festival não ocorreu.

Uma live ocorreu em 26 de junho de 2020, com apresentações musicais e de dança sem público, para substituir o evento presencial.

Isso, é claro, deixou a cidade e todas as pessoas que fazem parte da produção dos espetáculos em grandes dificuldades financeiras.

Por isso, em 2022, a ideia era de que o Festival fosse um renascimento para a cidade e para todos os que fazem com que um dos maiores espetáculos do mundo ocorra com todo o esplendor.

Festival de Parintins 2022: Saiba como foi

A ansiedade para a retomada do evento era grande. Por isso, os grupos se organizaram da melhor maneira, com um novo regulamento e com mais possibilidades técnicas, como o uso de guindastes, para deixar a festa ainda mais bonita.

Os dois bois levaram para o Bumbódromo temas locais, com o Boi Caprichoso com o enredo Amazônia Nossa Luta em Poesia e o Boi Garantido com Amazônia do Povo Vermelho.

A disputa foi acirrada e, na segunda-feira, 27 de junho, saiu o resultado: o Boi Caprichoso mais uma vez conquistou o júri e se sagrou campeão. Na soma, o boi azul teve 1.259,3 pontos, contra 1.258,5 do boi vermelho.

Agora, a cidade já começa a se preparar para 2023, esperando que muitos turistas estejam por lá novamente.

Para torcer a caráter no Festival de Parintins: Linus

E, se você vai se programar para ir para Parintins acompanhar os bois, ou mesmo se vai ficar de longe só acompanhando pela televisão, é importante curtir a caráter. Afinal, o vermelho e o azul são cores obrigatórias.

E, nada melhor para curtir esse momento do que ter nos pés as sandálias da Linus, que dão conforto para que você possa dançar durante os três dias do Festival sem se preocupar com o impacto nos pés.

linus-para-torcer-no-festival-de-parintins para-torcer-no-festival-de-parintins-linus

 

As sandálias da Linus têm palmilhas especialmente desenvolvidas para massagear os seus pés enquanto você usa. Além disso, a Linus também é uma empresa que tem na sua missão a responsabilidade social, que inclui a preocupação com as condições de vida e de trabalho das pessoas em suas comunidades.

Falar sobre Parintins, estimular o turismo para acompanhar o Festival e valorizar a produção cultural são atitudes essenciais para reforçar a preocupação com a sociedade e também defender as comunidades em todo o Brasil. Então, qual é a cor que você vai escolher?

Linus Bordô

Se a sua opção na torcida é pelo Boi Garantido, então pode usar a Linus Bordô, para que você demonstre que está ao lado de quem já ganhou o Festival o maior número de vezes.

 

Linus Marinho

Já, se você escolheu o Boi Caprichoso, então tem que usar a Linus Marinho e usar as cores do atual campeão.

 

Já decidiu seu lado? Azul ou Vermelho? Garantido ou Caprichoso?

Agora, que você conhece muito mais do grande Festival de Parintins, uma riqueza imensa da nossa cultura, que tal programar para acompanhar de perto?

Ou, se você já foi, pode também contar a sua experiência nos comentários. O que só você viu por lá e a gente não contou?

brasilidades festival de parintins